A constituição de um governo que fere

0
foto: Reprodução

Caros leitores,

É difícil expressar opinião, trazendo a tona fatos de maneira imparcial.

Inconstitucional: ilegal, ilegítimo. (Não iremos usar a defesa de 54.501.118 votos para ex-presidente, já que é permitido à saída para atuação do atual presidente; também não iremos apontar o mandato de vereadores matenses em exercício através de pequenas manobras políticas que beneficiam a alguém, ainda não temos certeza de quem, já que também é permitido e o desejo do povo só é válido na urna, fazer valer, trabalhar ou não já não nos cabe).

Se levarmos em conta a vergonhosa situação do país, o índice de desemprego, escândalos políticos, reformas que tiram de quem mais precisa e muito provavelmente enriquecerão quem mais tem; não nos surpreende que a tentativa que ajuda seja desmerecida por figuras ilustres. Em engenharia e vida, aprendemos que “fazer e pensar” são coisas distintas, uma muda, agrega e as vezes até prejudica, a outra é apenas conhecida por um único individuo sem nenhum crédito e coragem. Para construir uma boa dissertação é preciso estar atento a introdução, desenvolvimento e conclusão; para construir um bom mandato e ter um discurso minimamente aceitável é necessário “ explanar o problema, apontar a solução e usa-la”, criticar e apontar um partido não gera empregos, não devolve os direitos do povo, não resolve a falta de saneamento básico, não tapa buracos, não asfalta ruas, não amplia e melhora os serviços de saúde e por último e não menos importante: a tentativa de sujar a imagem de uma querida figura pública, responsabilizando-a pelo não cumprimento do solicitado não é nada legal, mas ajuda no resultado das eleições e interesses políticos alheios, portanto, iremos considerar o fato e parabenizar pela brilhante articulação.

Luta: [Figurado] Esforço feito por povos para vencer um ao outro.

Resistência: Oposição, reação, recusa de submissão à vontade de outrem; qualidade de um corpo que reage contra a ação de outro corpo.

Isto é constitucional? Ou será que o povo precisa aceitar o que lhe é imposto, esquecer seus anseios? Gostaria muito de lembra-los que as eleições estão próximas e cada mínima atuação deve ser colocada na balança. Saliento também que os votos a favor seguidos de discursos contraditórios a fim de enganar e garantir a máscara não é bonito, mas todos têm relógios, tudo tem sua hora. Para concluir, acredito que somos capazes de concordar que a melhor solução é continuar lutando por nossas necessidades, cobrando dos nossos representantes e analisar melhor quem deve ocupar as cadeiras.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA