Diz respeito

0

Respeito: substantivo masculino
1. Ato ou efeito de respeitar (-se);
2. Consideração, deferência, reverência.

Opinião: substantivo feminino
1. Maneira de pensar, de ver, de julgar;
2. Julgamento pessoal; parecer, pensamento;
3. Filosofia: crença adotada como verdade pelo senso comum sem qualquer reflexão a respeito de sua validade, de seus pressupostos e dos meios pelos quais foi obtida.

– A única forma de vivermos numa sociedade no mínimo agradável é aceitando o outro, enxergando o mesmo como ser influente no meio, a aproximação e compreensão do ser humano como um todo, diferenças nos tornam únicos, cada ser tem sua particularidade e um papel importante a exercer, juntos temos obrigação de formar uma comunidade cada vez melhor.

Desde 1990, OMS deixou de considerar homossexualidade doença; homofobia não é considerada crime, costuma ser enquadrada como crime de ódio, passível de punição. É perceptível a injustiça no que diz respeito à preocupação no que realmente importa; todos os dias homossexuais são agredidos, alguns até a morte. Nos primeiros quatro meses deste ano, o Brasil teve um aumento de 20% nas agressões contra pessoas LGBT. Em 2016, houve 343 mortes nesse grupo, sem nenhuma causa senão ódio, discriminação e falta de consideração sobre a vida do outro.

Vale mais punir agressões ou convencer vitimas a mudarem; que sua orientação, opção, escolha e qualquer que sejam a decisão devem ser mudadas para “enquadra-se nos parâmetros sociais e na cabeça de gente que desconhece o significado da palavra “respeito” e não aceita que a vida do outro deve ser cuidada por seu próprio dono”? Que tipo de sociedade limita os indivíduos baseado em ideias aleatórias de grupos particulares e ao invés de sanar o problema tenta remediar o incurável? Quando a vida do outro cria em mim sentimento de revolta, afronta, indiferença, ódio e qualquer sentimento de natureza agressiva e constrangedora, o problema não está nele, sim em mim.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA