MP-BA pede prisão de presidente da Câmara de Camaçari

0
Foto: Heriks Trabuco/DICOM

O pastor, vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Camaçari, Oziel Araújo (PSDB), teve a prisão preventiva solicitada após denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Segundo o órgão, o tucano é o “chefe da quadrilha” estabelecida no Legislativo da cidade na Região Metropolitana de Salvador.

“Foi resultado de uma investigação longa, há meses. Quando não tínhamos uma decisão oficial para sustar um dispositivo legal. O presidente da Câmara não poderia promover um reajuste dos vereadores. Na operação, verificamos o cometimento de pelo menos 17 delitos de desvios de verba pública. Como o presidente da Câmara ele é o líder do grupo, preciso garantir que ele não vá criar dificuldades para a apuração da ordem judicial. Por isso entrei com uma ação de improbidade e uma ação penal”, afirmou o promotor de Justiça da 7ª Promotoria de Justiça Criminal, Everardo José Yunes Pinheiro, em entrevista à Rádio Metrópole nesta quinta-feira (8).

Além do presidente da Casa, outros 16 vereadores foram denunciados. São eles o Pastor Neilton (PSB), Val Estilos (PPS), Binho do Dois de Julho (PCdoB), Fafá de Senhorinho (DEM), Jamelão (DEM), Adalto Santos (PSD), Dentinho do Sindicato (PT), Vaninho da Rádio (DEM), Jackson dos Santos Josué (PT), Gilvan Silva Souza (PR), Júnior Borges (DEM), Niltinho (PR), Zé do Pão (PTB), José Marcelino (PT), Jorge Curvelo (DEM) e Téo Ribeiro (PT).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA